Publicado em Tentantes em 20/05/2016

Principal causa da infertilidade feminina, a endometriose acontece quando o endométrio, tecido que reveste a camada interna do útero, atinge outros órgãos, como ovários, bexiga e intestino. Essa camada é expelida para fora do útero, o que chamamos de menstruação.

Possíveis causas da endometriose
▪ Problemas no percurso do sangue durante a menstruação;
▪ Crescimento inadequado de células que revestem o intestino;
▪ Problemas no sistema imunológico;
▪ Consequência de cirurgias, como a histerectomia (retirada do útero);
▪ Quando a mulher começa a menstruar muito cedo;
▪ Ciclos menstruais frequentes e irregulares (duram mais que sete dias);
▪ Malformação do útero;
▪ Não ter filhos.

Sintomas
Os sintomas da endometriose são parecidos com os de uma menstruação, porém, a endometriose pode se manifestar sem apresentar nenhum sintoma. Para não ficar na dúvida, consulte o ginecologista o quanto antes, assim, o problema tem menos chances de se agravar.

Dificuldade para engravidar
Um dos sintomas mais comuns da endometriose é a dificuldade para engravidar. Quando a tentativa de engravidar ultrapassa um ano, a endometriose pode ser o motivo do insucesso. Portanto, a melhor alternativa é diagnosticar a endometriose antes mesmo da decisão de engravidar.

Diagnóstico
O diagnóstico da endometriose é feito por meio de exame pélvico, mas o ginecologista pode pedir exames mais especiais, como ultrassom, ressonância magnética e até laparoscopia. Quando a mulher quer engravidar e descobre que tem endometriose, não deve desanimar: boa parte das mulheres tratadas consegue engravidar.

Tratamentos
O especialista indica os medicamentos necessários para a endometriose, que controlam a dor e impedem que a doença se agrave. Porém, existem casos mais crônicos, que precisam de cirurgia para remover as células doentes ou até mesmo para a retirada dos ovários.

Para as mulheres que não pretendem ter filhos, a retirada dos ovários é a alternativa mais apropriada, assim não se corre o risco de retorno da endometriose. Com os demais tratamentos, nos quais existe possibilidade de que a doença volte, é necessário acompanhamento médico.

Check-up
Não é segredo que, pelo menos uma vez ao ano, os exames de rotina são indispensáveis para conferir como está a saúde da mulher. Porém, se notar algo diferente, procure o médico e, se necessário, refaça todos os exames.