Publicado em Hora do parto em 12/05/2016

As grandes sociedades que normatizam a obstetrícia no Brasil, como o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), preconizam que a autonomia de escolha da via de parto deve ser da mulher e, sabiamente, cada vez mais as mulheres têm optado pelo parto vaginal, que é a melhor escolha para gestantes, principalmente as que não tenham intercorrências.
Apesar de cada vez mais procurarmos um parto mais “natural”, nossa vida cotidiana atualmente é muito artificial. Seja nos nossos hábitos ou na nossa dieta, cada vez mais nos afastamos do “natural” e isso pode causar dificuldades no momento do parto. Mas qual é então a melhor maneira de se preparar para um parto normal?

1. Faça um pré-natal adequado

O pré-natal é o que garante uma gravidez e um parto saudáveis. Ele garante toda a prevenção de que a gestante e o bebê em desenvolvimento precisam.
Siga as orientações do seu médico. Converse com ele sobre o parto. Tire suas dúvidas o tempo todo para que na hora você não só tenha confiança total no seu obstetra, mas também entenda tudo que está acontecendo. Isso te deixará mais segura e ajudará o sucesso de um parto vaginal.

2. Converse com um nutricionista

A gravidez é considerada um dos principais fatores para desenvolvimento de obesidade na vida de uma mulher. Só isso já deveria ser motivo suficiente para fazer acompanhamento nutricional durante a gestação. Mas além disso, o peso do bebê é fundamental para o sucesso do parto vaginal e é influenciado diretamente pela dieta da mulher.
Quem quer fazer parto normal deve procurar orientação em relação à dieta desde o início da gravidez. O nutricionista é o profissional indicado.

3. Faça exercício físico

Sim! Faça exercício físico mesmo estando grávida, ainda que você não tenha o hábito.
É claro que o tipo, a frequência e a intensidade devem ser indicados e acompanhados por um profissional de educação física capacitado a lidar com gestantes. Exercícios garantem a saúde, especialmente nesse momento.

4. Procure acompanhamento psicológico

A gravidez, o parto e a maternidade são momentos de grande importância emocional. Estar preparada psicologicamente ajudará não só a encarar as dificuldades na hora do parto, mas também na nova vida como mãe.

5. Converse com um pediatra

Antes do parto, o ideal é já ter um pediatra e passar em uma consulta antes de o bebê nascer. Ele te dará orientações sobre os procedimentos que serão feitos no bebê logo no nascimento, além de falar sobre as vacinas e exames que devem ser realizados na própria maternidade.

6. Conheça a maternidade e as instalações que você usará na hora do parto

É importante saber se a estrutura é adequada e se é do seu agrado. Converse também com seu obstetra sobre a maternidade, pois ele deve conhecer as instalações do hospital e saberá os pontos positivos e negativos do serviço.

Siga essas orientações e prepare-se para um dos grandes momentos da sua vida. Aproveite ao máximo!

Fábio Aiello Padilla
CRM: 112.036
Ginecologista e Obstetra especialista em Reprodução Humana
Clínica Espaço M.