Publicado em Estou grávida em 29/07/2016

Confirmada a gravidez, se iniciam as transformações no corpo da futura mamãe, que acontecem em consequência da produção dos hormônios, sendo os principais a progesterona e o estrogênio. Esses hormônios têm papel fundamental na gestação e no preparo para o parto e são igualmente responsáveis pelas variações de humor. Esses hormônios também provocam mudanças no sistema circulatório, o que pode causar o inchaço. Há mulheres que também passam a ter vasinhos e varizes, em razão da predisposição genética, ou seja, histórico familiar.

Durante a gravidez, para produzir mais hormônios, a quantidade de sangue aumenta e, em virtude do crescimento do bebê e do útero, a circulação sanguínea no organismo da gestante acontece de maneira mais lenta. Isso significa que o sangue que vai para pernas e pés tem dificuldade para retornar ao coração, resultando em inchaço principalmente nas pernas, nos tornozelos e nos pés. Outro motivo pelo qual isso ocorre é a retenção de líquido no corpo, que se intensifica no terceiro trimestre, ocasionando ainda mais inchaços e dores nas pernas.

Para diminuir o inchaço na gravidez, uma atitude simples é elevar as pernas e apoiá-las, para estimular a circulação sanguínea. Outra dica importante é manter uma dieta saudável, consumir pouco sal, evitar alimentos com sódio, alimentos em conserva, industrializados e refrigerantes. Esses componentes aumentam a retenção de líquido, que já ocorre de maneira espontânea. O excesso de peso também contribui para o inchaço e desconforto nas pernas. O ideal é optar por um cardápio equilibrado, sob orientação de um especialista, e beber muita água para estimular a eliminação de líquidos na gestação.

Outra medida que auxilia na prevenção ou no controle do inchaço nas pernas durante a gravidez são as meias de compressão, conhecidas também como meias elásticas. Existem diferentes tipos de meias, que devem ser indicadas pelo especialista de acordo com a situação de cada gestante: suave compressão, média compressão, alta compressão e extra-alta compressão. Por isso, antes de comprar, é indispensável consultar o médico para saber qual a meia de compressão ideal. Lembrando que as meias comuns podem até reduzir o inchaço, mas não previnem varizes.

O aparecimento de varizes na gestação tem relação com as mudanças físicas causadas pela progesterona, hormônio que promove relaxamento e flacidez das veias, fazendo com que se dilatem e “saltem” para fora. Para amenizar o surgimento de varizes, o uso de meias de compressão costuma ser a solução indicada para as gestantes, pois estimulam a circulação do sangue, prevenindo assim problemas circulatórios. No entanto, somente o médico pode indicar o melhor tratamento.