Publicado em Fases da gestação Gravidez em 18/08/2017

contrações_BLOG_LILLO

A partir da 20ª semana de gestação e até o final da gravidez, a futura mamãe pode sentir as contrações de Braxton Hick, que são as famosas contrações  de treinamento  para o trabalho de parto. É uma manifestação natural da gestação, que funciona como um preparo do corpo para o nascimento do bebê. Mas também é normal não sentir essas contrações nenhuma vez.

Existem notáveis diferenças entre as contrações verdadeiras e as falsas. O ritmo é o mais importante. Marque o horário para acompanhar o intervalo entre as contrações. Identifique os sinais antes de tomar qualquer atitude, mas não hesite em buscar orientação médica sempre que surgir alguma dúvida em relação ao assunto.

Contrações de treinamento: quais são os sinais de falso trabalho de parto?

As contrações acontecem em intervalos irregulares e melhoram com mudanças de posição. Elas podem acontecer diversas vezes ao dia, mas não têm um espaço de tempo definido. Exemplo: a primeira contração ocorre 12:00, a segunda 12:20 e a terceira 13:00. Nesse caso, o intervalo entre as contrações é de 20 minutos e 40 minutos. Isso significa que não existe uma regularidade. Elas também são indolores, ou seja, a futura mamãe não sente nenhuma dor, mas é possível que sinta um desconforto na região pélvica (abaixo do abdômen), que não avança para a região lombar (parte mais baixa da coluna). Outra ocorrência nas contrações de Braxton Hicks é o endurecimento da barriga em apenas uma parte (a gestante não sente toda a barriga dura).  Essas contrações podem desaparecer com repouso ou movimento.

Contrações de trabalho de parto: quais são os sinais de que o seu bebê vai nascer?

De maneira oposta às contrações de treinamento, as contrações de trabalho de parto ocorrem em intervalos regulares: de 20 em 20 minutos, de 15 em 15 minutos, de 10 em 10 minutos, de 5 em 5 minutos. A duração também diminui.

Em relação à idade gestacional, as contrações podem acontecer a partir da 37ª semana. Outro sinal de que o nascimento do bebê está próximo é sentir a barriga dura por completo. A futura mamãe também sente dor intensa – primeiro na região lombar, onde começam as contrações, depois na região pélvica. Essas contrações não desaparecem com repouso, e se intensificam a ponto da futura mamãe ter dificuldades para se locomover.

A seguir, veja outros sinais de trabalho de parto:

  • Não melhoram se mudar de posição
  • Contrações regulares e doloridas
  • Não param de vir. Cada contração é mais forte que a outra, e o intervalo entre elas vai ficando menor
  • Rompimento da bolsa: a gestante sente um líquido como se fosse um xixi involuntário, porém é o líquido amniótico (responsável por proteger e nutrir o bebê), e não tem controle sobre ele. O cheiro lembra o de água sanitária. Nesse momento, a mamãe também deve sentir as contrações regulares.

Agora que os papais já sabem as principais diferenças entre contrações de treinamento e contrações de trabalho de parto, é só aguardar a hora. Aproveite o momento e leia as dicas para preparar a mala da maternidade. Não se esqueça também de ficar por dentro de outro assunto importante: visita à maternidade: dicas e cuidados necessários para preservar o bebê e a mamãe. E lembre-se: consulte o seu médico especialista sempre que surgir alguma dúvida em relação ao assunto.