Publicado em Pais em 28/04/2017

Brincar faz parte do desenvolvimento da criança. Sendo assim, além de oferecer entretenimento e diversão, os brinquedos ajudam no aprendizado de seu filho. Mas, para que a criança se divirta sem correr riscos, é necessário tomar algumas precauções na hora de comprar o brinquedo. Muitos pais vão às compras com pressa e deixam de comparar os preços e de verificar a qualidade e a segurança dos brinquedos.

Na embalagem do produto, é preciso verificar a faixa etária a que se destina o brinquedo, a identificação do fabricante, as instruções de uso e de montagem e a existência do selo de segurança do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Às vezes, um inofensivo ursinho de pelúcia ou de pano esconde problemas, como é o caso dos olhos e nariz desses bichinhos: é preciso verificar como estão fixados ao boneco e se não há perigo de se soltarem, mesmo que sejam puxados. O selo do Inmetro indica que o produto foi fabricado e comercializado de acordo com as normas técnicas em vigor no país.

Cuidados ao escolher um brinquedo:

  • Verifique sempre se os brinquedos não apresentam pontas afiadas ou arestas.
  • Para crianças de até 3 anos, ofereça brinquedos que não tenham partes muito pequenas. Elas podem se destacar do produto e ser engolidas pelas crianças. Compre esses produtos apenas para maiores de seis anos.
  • Evite comprar brinquedos muito barulhentos, pois alguns podem até prejudicar a audição do pequeno.
  • Brinquedos elétricos, que necessitam de baterias ou tomadas elétricas, podem queimar ou dar choque em crianças pequenas. Eles só são permitidos a partir de 8 anos de idade.
  • Para evitar risco de estrangulamento, não dê à criança brinquedos que tenham tiras ou fios. Não amarre a chupeta de seu filho com cordões.
  • Evite brinquedos com formas e cheiros que imitem alimentos; as crianças tendem a engoli-los.
  • Em hipótese alguma adquira brinquedos compostos por substâncias tóxicas ou de fácil combustão.

Lembre-se: Não deixe as crianças sem supervisão, principalmente quando estiverem brincando. Dessa forma, é possível comprar o brinquedo dos sonhos das crianças sem colocar sua saúde em risco.

Dica: No site do Inmetro é possível conferir uma cartilha sobre os cuidados na hora de comprar brinquedos, além de informações sobre os riscos dos produtos falsificados.

Aviso-Portal-1