Publicado em Animais de Estimação em 20/05/2016

Confirmada a gravidez, a mamãe e o papai têm uma série de dúvidas em relação à adaptação do animal de estimação ao novo membro da família. Antes, as atenções eram voltadas especialmente para ele. Com a chegada do bebê, o bichinho pode não entender as mudanças e se sentir abandonado. Para que isso não aconteça, é melhor adaptar seu animalzinho antes mesmo do nascimento do bebê.

Os gatos são mais independentes que os cachorros, por isso, se adaptam mais facilmente à nova rotina dos seus donos. Já os cães são mais sensíveis e têm medo de perder o seu lugar na família. Por isso, podem ficar estressados com a mudança no comportamento dos seus donos. O ideal é começar a fazer essas modificações de forma gradativa, assim seu pet não vai sentir tanto a chegada do bebê.

Reflita sobre o que deve ser mudado em casa com a presença do bebê e antecipe essas ações. Dessa forma, seu pet não vai relacionar certos comportamentos à criança. Pense no lugar em que o seu cãozinho dorme e se alimenta, os horários em que costuma passear, enfim, se a rotina do seu pet vai precisar de mudanças com a chegada do bebê. Comece aos poucos e tenha muita paciência.

Pet também participa
Outra dica para amenizar as mudanças é deixar o seu pet se acostumar com as coisas do bebê. Deixe que ele perceba que a casa está ganhando novos móveis, objetos e decoração. Mostre as roupas do bebê, deixe-o sentir o cheirinho e conhecer os brinquedos. Com acesso às novidades, o seu cão não vai se sentir excluído.

Incentive a convivência com crianças
Antes do nascimento do bebê, estimule o contato do seu animal com outros bebês. E mesmo com a presença de crianças, mostre que ele continua sendo importante para todos. Dessa forma, seu pet vai aceitar a chegada do bebê com mais facilidade e, possivelmente, se tornar o melhor amigo do seu filho também.