Publicado em Saúde do Bebê em 03/10/2016

A catapora ou varicela é uma doença infecciosa causada pelo vírus varicela. Embora a doença seja comum na infância (até os 10 anos), nem sempre é benigna e pode causar sérias complicações e lesões secundárias, como pneumonias, meningite, artrite e até infecções renais. A melhor maneira de prevenir a doença é através da vacina.

Transmissão/Contaminação

O vírus da varicela é transmitido através de contato direto, da saliva ou secreções respiratórias da pessoa infectada, espalhando-se pelo vento. O vírus da doença pode evoluir entre 5 a 7 dias e sua incubação pode durar de 10 a 15 dias. A transmissão começa dois dias antes do aparecimento da doença na pele e só termina quando as lesões vão embora.

Com o aumento do ar seco, a proliferação da catapora fica ainda mais suscetível. O Ministério da Saúde registrou os maiores números de catapora no Brasil durante os meses de agosto a outubro, entre o final do inverno e início da primavera.

Sintomas

O tempo médio de duração dos sintomas é de uma semana. Os primeiros sinais normalmente são:

  • Febre alta;
  • Queda do estado geral;
  • Dor de cabeça;
  • Dor no corpo;
  • Cansaço;
  • Mal-estar.

Surgem também manchas avermelhadas na pele, parecidas com picadas de inseto, que depois formam vesículas (bolhas cheias de líquidos transparentes que coçam bastante).

Prevenção e tratamento

O tratamento deve ser feito com repouso, isolamento e cuidado com as bolhas, para evitar infecções secundárias.

A vacina (método preventivo), que não é inclusa no calendário público, pode ser encontrada facilmente em clínicas particulares por um custo médio de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais). A imunidade induzida pela vacina é de longa duração, talvez vitalícia: estudos japoneses mostram persistência da imunidade 20 anos após a vacinação.

A maioria dos estudos publicados indica que a cada ano após a vacinação, cerca de 1 a 3% das crianças vacinadas podem desenvolver uma erupção discreta conhecida como síndrome varicela-like leve, após exposição significativa ao vírus da varicela. A frequência e a gravidade desses casos não aumentam com o passar do tempo após a vacinação.

Gestantes

A vacina é contraindicada na gravidez. Mulheres em idade fértil que se vacinaram devem evitar a gravidez durante um mês após a vacinação.

Cuidados

  • Evitar a contaminação das lesões por bactérias;
  • Não coçar as feridas, evitando a infecção e cicatrizes;
  • Adultos ou pessoas debilitadas requerem ainda mais cuidados.

aviso-portal