Publicado em Bebê Primeiros Passos em 20/02/2018

Os primeiros meses do bebê são repletos de descobertas — para o filho e também para os pais. Por isso, separamos os principais assuntos da fase que costumam deixar a mamãe e o papai inseguros e preocupados.

Apesar das dicas valiosas, é importante tirar as dúvidas com o pediatra do seu bebê sempre que sentir necessidade, combinado?

Choro

O choro é a primeira forma de comunicação dos recém-nascidos, ou seja, a maneira que encontram para se relacionar com o mundo. O choro do bebê pode ter diversos significados: fome, cólicas, frio/calor, desconfortos (por exemplo, fralda suja), e por aí vai.

Nos primeiros três meses de vida, as temidas cólicas são o principal motivo do choro alto. Leia nossas dicas para amenizar as cólicas do bebê e nosso artigo sobre o choro dele.

Sono

Nos primeiros três meses, o bebê passa boa parte do seu tempo dormindo, podendo chegar a 20 horas de sono (recém-nascido), 18 horas (1 mês) e 16 horas (2º e 3º mês) por dia, com vários intervalos.

Durante a noite, ele desperta algumas vezes, o que é normal, pois seu sistema nervoso ainda está em formação. Com o passar do tempo, a criança se adapta a uma rotina de sono. Veja nossa matéria especial sobre o sono do bebê.

Cólicas

O bebê sente muita cólica nos primeiros três meses de vida, pois seu intestino é imaturo. Os músculos se contraem involuntariamente, o que causa a dor na barriguinha. Tenha calma, mamãe. Elas são naturais e esperadas, fazendo parte do desenvolvimento da criança.

Nessa fase, o choro é compulsivo e costuma deixar os papais desesperados. Mas, para alívio deles (e do bebê também), as cólicas vão passar com o amadurecimento da flora intestinal. Fique por dentro das dicas para amenizar as cólicas.

Troca de fraldas

A troca de fraldas nos primeiros meses é constante: são cerca de 10 fraldas diárias. Na hora da troca, cuidado para não ser surpreendida, pois os bebês costumam aproveitar o momento para urinar. Espere um minutinho antes de trocar a fralda. Durante a troca, cubra o pênis do pequeno com um paninho ou fralda, pois o jatinho de xixi dos meninos alcança distâncias maiores.

Lembre-se dos cuidados especiais com as meninas: a higiene na vagina deve ser de cima para baixo, sem encostar na sujeirinha do bumbum (use toalhas separadas para limpar o xixi e o cocô).

A higiene dos meninos também deve seguir a ordem de cima para baixo (do pênis para o bumbum) ou de frente para trás, para evitar a contaminação com resíduos de fezes. O prepúcio (cobertura da pele que protege o pênis do bebê) precisa ser limpo suavemente, com todo o cuidado, sem puxar ou esfregar.

Amamentação

É completamente normal se sentir insegura nos primeiros dias da amamentação. Até os seios se acostumarem e o bebê aprender a pega correta, você pode sentir algum desconforto ou dor e, em alguns casos, até machucar o bico do seio.

Na pega correta, a boquinha aberta do bebê cobre toda a aréola (não apenas o bico do peito), e os lábios ficam voltados para fora. O momento da amamentação pede tranquilidade e dedicação.

Veja quais são as principais posições de amamentação para ajudá-la nessa importante missão.

Arroto

O arroto ajuda a liberar o ar que entra pela boquinha durante as mamadas. Na hora de colocar o bebê para arrotar, deixe-o em posição vertical, apoiado com o peito sobre o ombro. Em seguida, dê alguns “tapinhas” nas costas, para estimular a saída do ar. O tempo para arrotar varia de bebê para bebê, porém, alguns bebês podem não arrotar e eliminar o ar por meio dos gases.

Comunicação

O bebê reconhece a voz da mamãe ainda na barriga e, antes mesmo de nascer, interage com o mundo externo. Nos primeiros dias de vida, muitas vezes o choro pode ser manifestado sem motivo aparente, pois é a única forma que o recém-nascido encontra para se comunicar com os pais. Separamos algumas dicas para brincar e estimular o recém-nascido.

No primeiro mês, a visão embaçada (em desenvolvimento) não impede a curiosidade. No segundo, o pequeno sorri para as pessoas. Já no terceiro, pode aparecer a gargalhada. É só alegria!

Banho

Hora de levar o bebê para casa! E os primeiros banhos? Certamente, o choro do bebê é inevitável nesse momento. Para evitar imprevistos e tornar o banho mais prático e rápido, separe com antecedência todos os itens necessários: sabonete, toalha, hastes flexíveis, fraldas e roupinhas.

Em relação ao bebê, faça uma pré-higiene com as Toalhas Umedecidas Lillo Baby, assim, a higiene no banho fica mais simples. Leia as nossas dicas no guia prático do banho do bebê.

Moleira

A moleira tem um importante papel na proteção dos ossos da cabeça do bebê para o crescimento do crânio. O fechamento da moleira acontece de forma natural e costuma ocorrer até o segundo mês de vida.

Para maior tranquilidade dos pais, o acompanhamento com pediatra é importante, pois é o especialista que deve avaliar se o desenvolvimento do crânio do bebê está se desenvolvendo conforme o esperado.

Passeios e viagens

Os primeiros passeios do bebê pedem alguns cuidados especiais. O ideal é esperar pelo menos de 30 dias a 45 dias para sair com o recém-nascido, por conta das primeiras vacinas. Com um mês de vida, o bebê também está um pouco mais adaptado à vida externa (fora do útero da mamãe). Agora, se a mamãe tem uma viagem inadiável e precisa viajar com o recém-nascido, deve procurar orientação médica.