Publicado em Bebê Cuidados com o Bebê em 12/01/2018

brinconobebe-Blog-Lillo

O primeiro brinco do bebê é um assunto que gera muitas dúvidas, principalmente nos papais de primeira viagem. Para a segurança dos recém-nascidos, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) não permite que o furo da orelhinha do bebê seja feito na maternidade, para evitar o risco de contaminação e infecção no ambiente hospitalar. Antigamente, era comum sair da maternidade com os brinquinhos. Nos dias atuais, os papais devem procurar um serviço especializado, que possui aparelhos específicos e utiliza materiais descartáveis para colocar o brinco no bebê.

 

Quando furar a orelha do bebê?

Não há um consenso dos especialistas sobre uma idade exata para furar a orelha do bebê. Alguns recomendam colocar após 15 dias de vida. Com dois meses, a criança já tomou as primeiras vacinas, o que é ainda melhor. O ganho de peso também influencia no formato do lóbulo, parte da orelha onde é feito o furinho para colocar o brinco. Converse com o pediatra da sua filha antes de tomar uma decisão, pois sua bebê pode precisar de uma recomendação específica.

 

Escolhendo o brinco do bebê

É comum encontrar brincos pequenos em lojinhas de bijuterias, mas esses acessórios podem causar inflamações e alergias. É imprescindível que os primeiros brincos sejam  regularizados na Anvisa, que permite que o procedimento seja feito em farmácias apenas com aparelhos específicos e descartáveis. Deve-se optar por brincos em aço cirúrgico (esterilizado) com a tarraxinha arredondada. Os brincos de ouro também podem ser usados, pois evitam alergias. Na hora de comprar o brinco para o bebê, peça ajuda de um profissional que entenda do assunto e da importância dessa escolha.

 

Escolhendo o profissional

Para colocar o brinco no bebê, a técnica de perfuração deve ser feita por um profissional capacitado, com curso de perfuração do lóbulo auricular, e que possua materiais seguros e descartáveis. Esse procedimento pode ser realizado por enfermeiros e farmacêuticos.

 

Cuidados com a orelhinha

Para evitar inflamações na região, a orelhinha deverá ser lavada com água e sabonete específico para bebês, durante o banho, durante 20 dias. É preciso secar bem. Deve-se também passar álcool 70% com cotonetes ao redor dos brincos. Outro cuidado recomendado é girar o brinco do bebê suavemente nos primeiros dias. Quando há sinais de inflamação, como orelha quente, vermelha ou com sinais de pus, é necessário retirar os brincos imediatamente e procurar o pediatra do bebê.