Publicado em Bebê Saúde do Bebê em 07/05/2018

O famoso teste do pezinho é o exame que faz parte da triagem neonatal e consiste em diagnosticar precocemente algumas doenças que podem prejudicar o desenvolvimento mental e físico do recém-nascido.

O exame do tipo básico se tornou obrigatório e gratuito em todo território nacional em 1992 e tem como objetivo identificar quatro doenças: Anemia Falciforme e demais hemoglobinopatias, Fenilcetonúria, Fibrose Cística e Hipotireoidismo Congênito. Sua coleta deve ser realizada entre as primeiras 48 horas até o quinto dia de vida do bebê.

Os sintomas primários das doenças citadas, muitas vezes, demoram para aparecer, o que pode ocasionar um tratamento tardio e com poucas chances de êxito.

A picadinha no pé normalmente provoca lágrimas em diversos recém-nascidos durante o exame, mas o local foi escolhido por ser uma área com muitos vasos sanguíneos, tornando-o mais simples e menos incômodo e invasivo que o tradicional exame de sangue, onde a seringa é inserida no braço.

Conheça os tipos de teste do pezinho

Engana-se quem pensa que só existe o teste do pezinho básico, obrigatório para todo o país. No total, são três tipos diferentes do exame.

  • Teste do Pezinho Básico – obrigatório e gratuito em todo o país, composto por quatro diagnósticos: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, fibrose cística, anemia falciforme e demais hemoglobinopatias.
  • Teste do Pezinho Ampliado – também conhecido como Mais, detecta mais seis doenças, além das identificáveis no exame Básico. São elas: Deficiência de G-6-PD, Deficiência de Biotinidase, Galactosemia, Leucinose, Hiperplasia Adrenal Congênita e Toxoplasmose Congênita. O preço do exame pode variar entre as maternidades e o valor, em 2018, é por volta de R$ 200.
  • Teste do Pezinho Expandido – popularmente chamado de Super, é considerado um dos exames de triagem neonatal mais completos do mundo,  esse tipo inclui a análise de todas as doenças presentes no Básico e no Ampliado e é o único a diagnosticar 48 enfermidades. No total, são 36 patologias a mais do que os outros tipos do exame.

O teste do pezinho tem como principal propósito garantir o bom desenvolvimento e qualidade de vida dos bebês. Portanto, não deixe de fazê-lo. Além de não causar nenhum risco para seu filho, é o primeiro passo para uma vida saudável fora do útero.