Publicado em Cuidados com recém nascido em 20/01/2017

Dicas de brincadeiras para fazer com o recém-nascido

Brincar com o recém-nascido é importante para estimular o desenvolvimento do seu filho, além de ser uma ótima oportunidade para aumentar o elo entre mãe e filho, aproximar o papai, a vovó e outros membros da família. O estímulo do bebê por meio de brincadeiras ajuda no desenvolvimento das habilidades motoras, como engatinhar, andar e pular, e habilidades cognitivas, como memória, raciocínio e organização, e ainda fortalece as habilidades sociais (se relacionar com o outro) e de comunicação. Portanto, o ideal é reservar um tempo todos os dias e proporcionar momentos divertidos e de muita aprendizagem para o pequeno. 

Quando começar a brincar com o recém-nascido?

Desde o primeiro dia de nascimento do bebê já é possível brincar com ele, e o melhor momento para as brincadeiras é quando a criança está mais ativa, ou seja, sem sono ou fome. Isso significa que os papais podem aproveitar cada instante enquanto o pequeno estiver acordado. Uma boa hora para estimulá-lo é durante a troca de fraldas e no banho. Por volta de seis semanas de vida, ele começa a se sentir mais confortável.

Faça caretas

Os primeiros estímulos podem ser feitos com “caretas”, sorrisos, piscadas e sons, para chamar ainda mais atenção do recém-nascido. Os bebês têm facilidade para aprender as expressões faciais feitas pelos papais, mesmo que a visão ainda esteja em desenvolvimento. O ideal é que as “caretas” sejam feitas a uma distância de aproximadamente 20 cm, para facilitar o foco. Por volta de seis semanas de vida, a criança começa a sorrir para esses gestos. Com seis meses de vida, imita a mamãe e o papai e interage com mais facilidade. 

Toque com tecidos e objetos

Uma das maneiras de estimular o recém-nascido nas primeiras semanas de vida é utilizar artifícios sensoriais, como algodão, cetim, lã, retalhos diversos e até mesmo uma escova de cabelo de bebê, com cerdas bem macias. Toque delicadamente as mãozinhas e os pezinhos do bebê, proporcionando o contato com diferentes texturas. Quando o pequeno estiver mais crescidinho, vai ter ainda mais curiosidade para manusear esses materiais e objetos, o que incentiva a buscar outras descobertas. Os livros para bebês com ilustrações em relevo também estimulam o brincar nos primeiros meses.

Que som é esse?

Ainda na barriga da mamãe, o bebê tem contato com os sons externos. Quando nasce, sua audição já está aguçada. A voz da mamãe e do papai, que o recém-nascido conhece antes de nascer, é mais que agradável para os seus ouvidos. Portanto, cantar e conversar são atividades que podem ser exploradas diariamente.

Brincando com as perninhas

A partir dos dois meses, o bebê já consegue dar chutes. Deixe-o um tempo sem fralda, em uma superfície firme, para que ele mexa as perninhas à vontade. Outra forma de brincar com o recém-nascido é com as “pernas ao ar livre” e fazer “bicicleta”, segurando os pezinhos do pequeno com bastante delicadeza. Além de ser uma forma de aproximar a mamãe, o papai e toda a família, essa atividade estimula o desenvolvimento e o fortalecimento dos músculos da criança.